No inicio…

 

 

No início do Novo Testamento até o ano 200 d.C. era muito diferente do que temos hoje, era muito fácil entender o que o Apostolo Paulo quis dizer em Ef.4:4-5 Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; Um só Senhor, uma só fé, um só batismo; nessa época havia apenas as igrejas que eram como Jesus havia estabelecido, sendo os seus primeiros membros, seus próprios Apóstolos I cor.12:28,  um só corpo, sendo as diversas igrejas espalhadas, Um só Espírito, Um só Senhor, uma só fé ou seja sistema doutrinário igual a todos, um só batismo. Essas igrejas eram formadas por um grupo de discípulos que formava um corpo local, não havia a ideia de uma única igreja, a igrejas tinha a mesma fé, sistema de doutrinas ensinadas pelos Apóstolos, os trabalhos eram realizados e enviados diretamente pelas igrejas locais, os ministérios estavam dentro da igrejas locais apenas, não havias os diversos ministérios fora das igrejas como se tem na presente época, era a igreja de Jesus Cristo, a igreja dos apóstolos, a sucessão de igrejas e do trabalho de João, O Batista(Mt.3;1; Mt.11:11). O batismo das pessoas era realizado somente para aqueles que criam, que se arrependiam de seus pecados e sua forma era por imersão, afundava-se o batizante para simbolizar a morte de Jesus Cristo e a sua ressurreição.

A Palavra era lida, geralmente aos domingos por um pastor, cantava se hinos, tudo indica pelas pesquisas que não havia instrumentos, como não se encontra sua menção em todo o Novo Testamento, talvez foi por isso que o Espirito Santo não os mencione devido a tamanha confusão que causa nos dias atuais, eram cantados a capela, por todo o grupo presente, orava-se e celebrava-se a ceia, sendo uma forma de lembrar as igrejas que Jesus havia morrido, mas havia ressuscitado e que eles deveriam lembrar-se disso e dar continuidade mesmo a meio de perseguição.

Abaixo exibe-se um breve relato de suas principais doutrinas fundamentais, houve sempre um grupo de igrejas, que sempre manteve esses princípios do início até os dias atuais.

  1. Uma igreja espiritual tendo Cristo por fundador, único cabeça e legislador.
  2. Duas ordenanças somente; o Batismo e a Ceia do Senhor, são tipos e memoriais, não sacramentos.
  3. Seus oficiais constituem só de duas classes, bispos ou pastores e diáconos. São servos da igreja.
  4. Seu governo era uma democracia.
  5. Suas leis e doutrinas estão no Novo Testamento e nele somente.
  6. Seus membros eram crentes unicamente, salvos pela graça, não por obras, mas através do poder regenerador do Espírito Santo.
  7. Suas exigências que os crentes são recebidos na Igreja pelo Batismo, que é administrado por imersão, seguido em obediência as todas as leis do Novo Testamento.
  8. As várias igrejas eram independentes e separadas na execução de leis e disciplina, bem como na responsabilidade diante de Deus, cooperam, no entanto, no trabalho.
  9. Tinham completa separação entre a igreja e o Estado.
  10. Absoluta liberdade religiosa para todos.

Que de fato, as igrejas continuem em nossos dias parecidas com essas pois Jesus Cristo, os apóstolos e os primeiros cristão as mantinham assim.

E que cada cristão busque estudar, se aprofundar e crescer tanto na graça quanto no conhecimento de Nosso Senhor Jesus Cristo II Pd.3:18

 

(Base Rastro de Sangue e outros livros Batistas)

No início …

Por Inacio Barbosa, Pr e Bel. Em Teologia